A cultura organizacional e a competitividade


Bernardo Leite

Bernardo Leite

Competitividade é uma “moda” que não vai passar.
Essa pode ser uma boa notícia para alguns e uma má noticia para outros, mas inevitavelmente é verdadeira.
Em vista disso só nos resta assumi-la, se possível, da melhor maneira.
Da mesma maneira que podemos relacionar a Cultura Organizacional com a “personalidade” da empresa,  podemos também fazer uma analogia da competitividade com o esporte, para melhor compreende-la e para melhor convivência.
É famosa a situação de se ter melhor desempenho quando o concorrente é forte. É como se costuma dizer no futebol: “em final de campeonato não tem favorito”!
Outra analogia interessante reforça esse ponto. Porque recordes mundiais normalmente são conseguidos em competições internacionais?
Podemos conjeturar sobre diversas razões, mas a principal é porque naquela competição estão os melhores do mundo. Há competidores com melhor retrospectiva do que eu. Como fazer nesse momento?
Sem dúvida é preciso dar o melhor que se possa, ou seja, preciso me superar. É nesse momento que conseguimos o recorde mundial! Premidos pela competitividade.
Aliás, a melhor invenção para a competitividade das empresas é… o concorrente!
Em suma: “quando o concorrente é forte a empresa é forte, competitiva, desenvolvida”. Quando o concorrente é fraco a empresa se acomoda.
E isso vale para nós, profissionais!”.
Um bom exemplo é o segmento financeiro brasileiro que é um dos mais desenvolvidos do mundo. Como se não bastasse esse ponto, decorrente de diversas e mutantes políticas econômicas e financeiras, no Brasil estão os melhores e maiores “players” mundiais.
É final de copa do mundo!
A Cultura Organizacional de empresas competitivas, portanto, é sempre permeada de grandes desafios e por isso, de grande pressão.
E aqui recaímos na questão da “percepção” da competitividade dentro da cultura organizacional. Para alguns é fator de stress, incomodo, adversidade. Mas não é na adversidade que crescemos?
Admito que possa não ser muito agradável sentir-se pressionado. Mas algo inexorável no processo de crescimento é a meta, o desafio, enfim, a pressão.
Nosso grande desafio é o de coexistir adequadamente com essa situação.
Entender a dinâmica das organizações é fator de sobrevivência e desenvolvimento, mas, acima de tudo, pode ser um fator de satisfação pessoal por se fazer parte de um “time” de primeira linha, de alcançar objetivos desafiantes e, principalmente, de saber-se competente. A auto estima é determinante nos ambientes competitivos.
Uma organização premida por valores de alta performance, participante de um segmento competitivo tem, inevitavelmente, uma Cultura Organizacional com características típicas onde a disciplina, o alcance de metas e a inovação constante são valores predominantes.
Fomentar o princípio de “agregar valor” faz sentido para ambos, organização e quadro de colaboradores.
Profissionais que experimentam essa realidade encontram uma grande “escola de desenvolvimento”.  Culturas Organizacionais competitivas nos exigem crescimento. Aproveitem essa oportunidade!

Escrito por **Bernardo Leite** – PRESENÇA CONFIRMADA PARA O 2º CONGRESSO DE RECURSOS HUMANOS DO INTERIOR PAULISTA COM A PALESTRA – ” Feedback e Feedforward”

** Sua formação como um renomado psicólogo especializado em Administração de Empresas é aliada a 20 anos de experiência em diversos segmentos empresariais em nível gerencial e diretivo. 

Sua atuação como especialista em comportamento organizacional compreende atividades de consultoria desde 1980 desenvolvendo trabalhos de Consultoria em Gestão, Desenvolvimento Organizacional, Liderança Planejamento Estratégico de Gestão e Negócios e ações de Coaching Personalizado a Executivos. 

O trabalho de Bernardo Leite Moreira é conhecido através de publicações, estudos e artigos nos principais canais de comunicação nacionais, como a Revista Exame, jornal Profissional e Negócios da Central de Negócios, Pequenas Empresas e Grandes Negócios online, entre outras, contando mais de duas dezenas de sites especializados. Há mais de quatro anos é um dos articulistas mais lidos do portal www.rhcentral.com.br

No campo acadêmico, possui uma larga experiência, que inclui diversas universidades e em nível de pós-graduação. Atualmente ministra cursos e palestras no Instituto Mauá de Tecnologia – Centro de Educação Continuada de Engenharia e Administração – CECEA e é professor convidado da FGV-SP – GVPEC.
Autor dos livros  “Ciclo de Vida das Empresas”, que enfoca o comportamento organizacional sob o prisma do empreendedor e do livro “Dicas de Feedback”, lançado no segundo semestre de 2009 e já na segunda edição.

A experiência de Bernardo Leite Moreira é intensamente divulgada como palestrante e articulista na área de gestão e estratégia com vários artigos e estudos publicados.

Foi presidente da Associação Paulista de Gestores de Pessoas (AAPSA – 2003 – 2005). Apresentou, por quatro anos o Programa de TV – Profissional e Negócios, entrevistando empresários e profissionais de Recursos Humanos.

NOSSA EMPRESA SEMPRE FOI RECONHECIDA PELOS SEUS CLIENTES E PELO MERCADO PELA SUA SERIEDADE, ÉTICA, PROFISSIONALISMO E COMPROMETIMENTO COM RESULTADOS.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s