Antes de começar a liderar, entenda primeiro o que fizeram de você .


Nenhum líder consegue liderar ninguém, se antes não entender a si mesmo.

Leonardo Peracini

Leonardo Peracini

Você já se deparou com situações nas quais as frustrações dominam suas expectativas? Freud dizia que o homem é um ser frustrado. Sempre que estamos muito envolvidos com algo que é grandioso  as frustrações tendem a serem maiores.  Então, qual seria o primeiro passo para realinhar as esperanças e modificar as rotas, para tentar, mais uma vez, oxigenar a alma e continuar a liderar com significado? Como manter o famoso “brilho nos olhos”?  Quando descrevo a palavra “brilho”, me lembro do por que as pessoas dizem que as almas são brancas e iluminadas. Nenhum olho brilha se a alma não brilhar. O filósofo Jean-Paul Sartre dizia que precisamos primeiro descobrir o que fizeram de nós, para depois entendermos o que nós somos. E assim, decidir, o que vai ser feito daí adiante.  Para entendermos o poder da liderança, precisamos resgatar a essência. Ela sim trará a realidade à tona e todas as verdades necessárias para guiar as outras pessoas. É necessário fazer um mergulho nas  águas das emoções. Buscar as raízes, crenças e cultura de criação. Entender o que foi formado durante todos esses anos. Pergunte para você mesmo. Quais foram os valores que construí até aqui? Como foi formado o meu caráter? O que eu ainda preciso para dar o maior salto de todos? Imagine se o relógio da sua vida parasse em 24 horas. O que você faria nesse tempo? O que você falaria e para quem? Que falta você faria? Essas provocações são meios de priorizar o importante e chegar próximo da essência humana, mas não são suficientes para o total entendimento. E o porquê destas reflexões? Porque nenhum líder consegue liderar ninguém se antes não entender  a si.  Entender seu estilo, método, perfil, valores e caráter.  Quando ouvimos que o líder precisa inspirar seus liderados, na verdade, essa afirmativa, está tentando dizer que o líder tem como missão tocar a essência de cada liderado, e libertá-lo para o desenvolvimento de seu potencial puro. Não tente libertar seus liderados se você não se sentir que está libertado, caso contrário, o veneno toma a forma de julgamentos, críticas, angústias,ressentimentos, noites de sono mal dormidas e perda de significados. Mas a forma mais cruel deste veneno é quando ele tem o poder de escurecer a alma e apagar o brilho dos olhos. Esse movimento no mundo corporativo está associado com a perda de grandes competências essenciais ou talentos humanos. Meu caro (a), se este capítulo já passou pela sua vida, seja como líder ou liderado, saboreie cada momento, porque é neles que descobrimos nossas forças e redescobrimos nossos valores como seres humanos.

Descubra qual é o seu limite, respeite as leis fisiológicas, tente entender que não podemos viver do passado e que também não conseguimos mudar o futuro de uma hora para outra.

Tudo tem seu tempo.  Cuide do que você tem de mais precioso dentro de si mesmo. Sua essência. Cito  Fernando Pessoa:  “Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “Não”! É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.”

Não deixe que os problemas acabarem com você.  Mas não queira também ser um superhomem. Tente descobrir como superá-los de forma grandiosa, sem causar impactos em você e no que está ao seu redor. Problemas e preocupações sempre vão existir. Seja feliz. Olhe para dentro e descubra o quanto ainda pode ser  criado. Imagine você, hoje, com 20% a mais de determinação, disciplina,  empatia, alegria e amor. Imagine seus liderados com todos esses 20% a mais. Como seria? Essa é a liderança do hoje. A liderança baseada em propósitos e significados. A liderança essencial. A liderança que alimenta e que gera valor compartilhado.

Não é fácil, pode apostar. Mas é diferente, gratificante e deixa a alma sempre branquinha e iluminada.  Não se esqueça, de que, depois de entender quem você é, a próxima missão é construir e formar outros líderes. É dar sequencia no movimento da roda que você iniciou ou que vem ajudando a girar varias vidas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s