Humanização: você precisa rever seus conceitos!


Fernanda Ricci, Palestrante do 3º. CMCRH: “O RH Contemporâneo, Menos Utopia e Mais Ação com Base nos Indicadores de Resultados”

Irá ministrar sobre  A importância dos Indicadores na Entrevista de Demissão no dia 14 de junho.

Abaixo artigo mencionado no título deste texto  Humanização: você precisa rever seus conceitos!

Imagem

Humanizar é “Ser” Humano, querer entender verdadeiramente nossa complexa existência e gerir o melhor e o pior em nós!

Humanizar uma empresa e sua gestão é levar em consideração os seres humanos que por lá estão. Parece bem simples, não é?

Mas temos a tendência de transformar coisas fáceis em verdadeiros desafios de Hércules. Acumulamos durante toda a nossa vida experiências, sentimentos e conhecimentos de todas as ordens que se transformam em comportamentos e crenças que nos regem durante o resto da vida. E grande parte delas está relacionada ao trabalho, essa atividade tão comum que todos temos durante grande parte de nossas vidas.

O problema nas crenças em relação ao trabalho e qualquer outra é que quando existe a necessidade de mudanças, de melhorias por algum motivo, nos debatemos em conflitos internos e externos. Mudar o que pensamos e o que fazemos todos os dias, dá muito trabalho, nos traz sensação de desconforto, sensação de “dedo na ferida” porque primeiro precisamos entender que o que fazemos ou pensamos não funciona mais e ai é questão de orgulho e amor próprio e isso dói. É hora de desconstruir velhas crenças e construir novas.

Nós estamos vivendo a necessidade de mudar a gestão. Ao poucos os sinais dessa necessidade estão cada vez mais evidentes como a busca de qualidade de vida, diminuição do estresse, preocupação cada vez maior com o estado emocional das pessoas durante o trabalho, por quê? Porque finalmente estamos começando a perceber que são SERES HUMANOS que trabalham.

Eliminar as barreiras para ações de mudanças efetivas, pois até agora estamos realizando procedimentos paliativos. Será que ter um massagista de plantão no escritório vai mesmo diminuir o nível de estresse dos colaboradores? Não! O que vai resolver é encontrar a fonte do estresse e realizar medidas para que deixe de ser perturbadora. Mas se tentamos fazer isso podemos encontrar um líder da alta diretoria que tem um comportamento autoritário e intransigente que cria uma onda de autoritarismo incompetente de cima para baixo. Se ele acha que “funcionário recebe para isso” – crença comum – pronto, o processo de mudança para ali.

É o momento de jogar limpo, tomar consciência do quanto estamos gastando com pseudo soluções ou pior ainda, o quanto deixamos de faturar com colaboradores mais produtivos, preparados e felizes por causa de regras estabelecidas no passado, que já tiveram o seu valor, mas não se encaixam na realidade que temos hoje.

Para humanizar é preciso “ser” humano o suficiente para admitir que não somos perfeitos e que mudar faz parte de nossa evolução.

Fernanda Ricci
CONSULTORA EM RH E T&D

Fernanda Ricci é palestrante, treinadora e consultora, é especialista em Atendimento, Vendas, Gestão de Empresas e Generalista em RH possui formação em Gestão de Empresas e Pedagogia Empresarial, desenvolve há aproximadamente 12 anos, projetos de treinamento e desenvolvimento para empresas em diversas áreas de atuação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s